About the speaker

Roberto Andrés, arquiteto e mestre em teoria da arquitetura, é editor da revista PISEAGRAMA e professor da UFMG. Se interessa por cidades, espaços públicos, tecnologia e artes. Publicou, com Fernanda Regaldo, A Natureza mora ao lado, pelo Instituto Cidades Criativas. É um dos organizadores do Guia Morador, livro sobre Belo Horizonte que será lançado em setembro. É sócio do escritório Superficie.org. Publica artigos em veículos como a revista Piauí e o Observatório da Imprensa. Participa da Assembléia Popular Horizontal de Belo Horizonte no grupo de mobilidade urbana.

Tema da Palestra

“Tarifa Zero é utopia?”.

Estamos habituados ao sistema de cobrança por uso do transporte público funcionando como a maioria dos serviços privados, mas diferente da maioria dos serviços públicos: educação, saúde, iluminação pública, coleta de lixo e esgoto. Cabe sempre questionar se faria sentido, por exemplo, que a iluminação pública ou a coleta de lixo fossem pagos diretamente pelo usuário no momento do uso. Se o transporte público for pensado como um direito social, é justo que toda a sociedade seja responsável pelos seus custos.

As manifestações de junho que acenderam o Brasil nasceram da pauta do transporte público, a partir de um grupo que discute e defende a destarifação do transporte. A discussão sobre o tema carece de esclarecimentos e desconstrução de preconceitos que hoje são responsáveis pela ênfase privatista e individual da mobilidade nas cidades.

Favorite quotes from this talk

No quotes yet. Sign in to tag a quote!

Photos from this talk See all

navigateleft navigateright

    *Crickets* Sign in to add a comment.