A fluidez é o extremo da radicalidade.

Gustavo Carona, o médico humanitário fala-nos da sua experiência na medicina, da importância de sermos humanos em qualquer profissão e de como o conhecimento salva vidas em qualquer altura e não apenas em tempos de pandemia.

About the speaker

Gustavo Carona tem 38 anos e é médico Anestesista e Intensivista do Porto, dedicado a missões humanitárias desde 2009.

Já representou os Médicos Sem Fronteiras, o Comité Internacional da Cruz Vermelha e os Médicos do Mundo, em zonas de carência humanitária extrema: Moçambique, República Democrática do Congo (x2), Paquistão, Afeganistão, Síria, República Centro-Africana (x2), Iraque, Burundi, Iémen, Gaza e Sudão do Sul.

Desde cedo tenta dar voz às vidas que lhe passaram pelas mãos, apelando à humanidade global pela sua escrita e pelas inúmeras intervenções pelo país fora dando aos portugueses uma visão de um mundo que quase ninguém quer ver.

Autor do livro “1001 Cartas para Mosul” onde compilou centenas de cartas de Portugueses que foram entregues no epicentro de um dos maiores sofrimentos colectivos que há memória. Fez chegar a Mosul, mais de 500 livros que abriram um canal de comunicação tido como impossível.

Em 2018 escreveu o livro humanitário: “O Mundo Precisa de Saber” com o Prefácio de Jorge Sampaio. Distinguido pela Universidade do Porto como ex-aluno do ano de 2015, e com o prémio de Voluntariado Internacional. Escolhido como Global Goodwill Ambassador.

Através de diferentes plataformas online (Blogue, Facebook, Instagram), escreve sobre diferentes formas de como olhar para o mundo com mais coração, premiando as verdadeiras inspirações de forma a moldar a sociedade pelos bons exemplos: histórias de vida, livros, documentários, museus, etc. que sejam uma inspiração para um mundo melhor.

Favorite quotes from this talk

No quotes yet. Sign in to tag a quote!

Photos from this talk See all

navigateleft navigateright

    *Crickets* Sign in to add a comment.