Carol Miranda em dezembro contou um pouco como ela vê que contexto está mais para pista do que para fronteira.

Carol diz que aprendeu a ler o mundo estudando Ciências Sociais. Muito mais do que aquilo que palavras e imagens significam, seus estudos a aproximaram dos porquês por trás desses significados, de seus contextos.

Somente com a consciência dos contextos é possível subvertê-los para entender e criar boas histórias. Do contrário, nossas histórias correm o risco de serem inverossímeis, rasas e frágeis.

About the speaker

Nascida em São Paulo e formada em Ciências Sociais. Já atuou com pesquisas na área de Ciência Política, comunicação na área cultural, investimento social privado e gestão de organizações da sociedade civil. Desde 2014 trabalha na área de Educação do Instituto Ayrton Senna. Amante dos livros, feminista e educadora de coração, tem Paulo Freire e Angela Davis como algumas de suas maiores referências. Gosta tanto de ler e de conversar que criou um canal no Youtube só para falar sobre suas leituras, as sensações que lhe causam e como se conectam com temas diversos, como o papel da mulher na sociedade, morte, tempo ou consumo. Como cientista social e curiosa, busca a todo momento ler o mundo e seus diferentes contextos, problematizando o que se coloca como verdade, descobrindo as entrelinhas e procurando outros pontos de vista.

Favorite quotes from this talk

No quotes yet. Sign in to tag a quote!

Photos from this talk See all

navigateleft navigateright

    *Crickets* Sign in to add a comment.