“Behind the Scenes” | Voluntário Pedro Nogueira -Director Wannabe


image

1. Vamos começar devagarinho e pelo mais normal: Como te chamas? E como te chamam? 

Pedro e… Pedro

2. Para percebermos melhor quem és: o que fazes, tens feito e queres fazer nas CM Porto?

Filmo, edito e tomo o pequeno-almoço sempre no fim quando já toda a gente mamou os brigadeiros todos e só tenho pão com manteiga.

3. E na vida? O que é que fazes para pagares contas?

Filmo, edito e como pão com manteiga!

4. À parte de seres uma pessoa maluca para acordar antes das 7h e não teres nada melhor para fazer nas madrugadas de sexta-feira porque é que te meteste nisto de fazer parte da equipa de Voluntários das CM? Dá-nos uma boa razão para continuares a acordar de madrugada e vires fazer as CM Porto de borla?

É giro, gosto de fazer coisas e depois descobri que também gosto do evento. E tudo são experiências e as pequenas falhas que aconteceram nas CreativeMornings Porto na equipa de video fizeram-me desenvolver skills que outrora só desenvolveria mais tarde ou por outros acaso. Ou não de todo.

5. De que maneira o que tu fazes na vida (pessoal/profissional) está relacionado com o que fazes/dás/deixas nas CreativeMornings Porto? 

Praticamente tudo, a partir do momento que faço nas CreativeMornings Porto o que faço da vida. Ainda estou muito na fase inicial da minha carreira e como faço o que gosto, tento fazer nos meus tempos livres ainda mais do que faço nos tempos ocupados e as CM são um exemplo disso. 

6. Qual é a tua tara ou mania que nunca tiveste coragem de revelar ao Mundo mas que tens oportunidade de o fazer nas CM Porto?

Mais novo comia demasiadas sandes de hidratos. Fossem sandes de arroz, sandes de batata cozida, etc. Pena que nas CreativeMornings não haja batatas cozidas…

7. O que gostavas que ficasse escrito no teu epitáfio?

Desculpem família, pelos 3 mil € que tiveram de gastar só porque funerais são a única coisa na vida que tens que comprar obrigatóriamente, senão é crime. Apesar de ser caro como tudo. (Eu acho mesmo isto! Por exemplo, ninguém te obriga a comer, podes morrer à fome que não é crime. Ninguém te obriga a ter casa, podes viver na rua que não é crime. Nem a pagar impostos caso não tenhas rendimentos. Mas obrigam-te a fazer um funeral, senão é crime. Portanto, é naquela, ou pagas milhares de euros, ou és preso. Choose!).

8. Para ti, criatividade é…

Analisar como as pessoas que pensam dentro da caixa pensam e fazer o oposto. 

Fotos: Filipe Brandão